Vale a pena fazer concurso temporário?

07:00:00 Professora Manuka 0 Comentários

Venho trazer minha experiência sobre o concurso temporário que prestei (IBGE) e se vale a pena fazer a prova e assumir esse tipo de cargo. Acompanhe:

Imagem: Freepik.
Representando a realidade do Censo Agropecuário 2017.

A estabilidade e a certeza de um salário todo mês na conta são grandes atrativos para o concurso público. Quem já trabalhou em empresa sabe que a qualquer momento você pode ser demitido.

Além disso, fica difícil assumir prestação de casa/apartamento/carro, planejar viagens ou investimentos a longo prazo quando não se sabe se amanhã você será demitido por corte de funcionário, crise econômica, falência da empresa ou até mesmo capricho do chefe.

O concurso público para provimento efetivo de cargos públicos é aquele que proporciona estabilidade. Mas existe também o concurso temporário.


Os concursos não deveriam ser todos efetivos?
Seria muito bom, entretanto não é possível. Existem eventos que demandam a contratação de pessoal em regime temporário, para sanar necessidade da Administração que pode ser executada em alguns meses ou anos.

Quais seriam? Eleições, censo demográfico, censo agropecuário, contagem populacional, entre outras.

Esses projetos são temporários, então não há necessidade de vínculo vitalício com o órgão público. Uma vez que as atividades forem cumpridas, os funcionários serão dispensados.

Quem precisaria fazer um concurso público temporário?
Qualquer pessoa poderia prestar um concurso temporário, seria um treino para as provas de provimento efetivo.

Seria uma oportunidade de treinar seu tempo de prova, avaliar o que sabe, ver como seu emocional se comporta e para se programar no percurso ao local de prova (não adianta estudar e não chegar a tempo).

Assumir concurso temporário ou só estudar?
Depende da sua necessidade. Se você possui apoio dos seus pais ou cônjuge e a necessidade de dinheiro não é urgente, continuar com os estudos em tempo integral é uma ideia interessante.

Por outro lado, se você está no vermelho e precisa trabalhar, o concurso temporário é uma opção a se pensar.

Embora seja temporário, todo mês virá o salário certinho na sua conta, geralmente há também auxílio alimentação e auxílio transporte e você terá hora de chegar e de ir embora.

Durante o tempo do contrato, você poderá trabalhar e estudar em casa, pois não ficará constrangido a ficar na empresa até o chefe ir embora e, geralmente, esses concursos são por área, podendo escolher onde fica mais perto da sua casa antes de fazer a prova.

Vale a pena assumir concurso temporário do IBGE?
No meu caso, sim. Tinha que trabalhar para pagar minha especialização e minhas outras despesas em geral, então o salário era necessário.

O concurso que prestei foi para Agente Censitário Supervisor do Censo Agropecuário 2017. Minha prova foi em 16 de julho de 2017, um dia antes do meu aniversário de 23 anos e considero esse trabalho um presente.

O trabalho do Censo é árduo e corrido, mas muito recompensador. Foi meu primeiro emprego ganhando um salário bom (antes tinha trabalhado com estágios e aulas particulares que não chegavam a meio salário mínimo).

Nesse cargo, ganhava 1600 de salário, e auxílio alimentação de 450. Havia também o auxílio transporte, mas optei por não pedir, uma vez que a diferença entre o desconto no salário e o valor das passagens era mínima.

Trabalhava na cidade vizinha, a 28 km de distância. Tinha ônibus para ir e voltar, então foi tranquilo. Era uma viagem de 40 minutos e eu colocava aulas e PDFs no celular e ia estudando.



Tinha uma hora de almoço, então podia descansar e estudar alguma coisa. A equipe com a qual trabalhei era muito boa, tínhamos uma sinergia, o que ajudou bastante no andamento do trabalho.

É muito bom trabalhar em um ambiente saudável, pois há sérias consequências para sua saúde estar em companhia de pessoas tóxicas. Levarei experiências e amigos para vida.

Esse salário fez diferença na sua vida?
Sim, com toda certeza. Trabalhei de setembro de 2017 a maio de 2018. Durante esse tempo, comprei coisas de que necessitava e investi em cursos para estudar para concurso e material, inclusive fiz resenha de um dos livros que comprei, vou deixar o link abaixo:


Sempre fui uma pessoa focada e já estudava para concurso há algum tempo. Vi nesse concurso a chance de conseguir investir no meu conhecimento e juntar um dinheirinho para continuar estudando, mesmo após o fim do contrato.

Sabemos que se gasta muito com inscrição e com transporte, se você mora longe das cidades em que são realizadas as provas, que no meu caso é a cerca de 100 km. E quando a organizadora me coloca do outro lado da cidade, aumenta a distância.


No caso do IBGE, a prova foi na minha cidade mesmo, um alívio. É muito bom quando os concursos oferecem muitos locais de prova, não só a capital do estado.

Você recomendaria o concurso temporário a outras pessoas?
Sim. É um trabalho e tem suas exigências como qualquer outro, mas vale muito a pena. Você recebe direitinho, sem atrasos, ninguém lhe engana com desconto disso ou daquilo, tem contracheque para provar tudo e no fim você recebe seu apostilamento (comprovante de tempo de serviço).

Gostei bastante do tempo que trabalhei no IBGE, aprendi muito, conheci muitas pessoas com o trabalho em campo, vi a realidade do meu município e aprendi a respeitar ainda mais o agricultor, que trabalha duro e fornece o alimento que está em nossas mesas.

0 comentários: