Tecnologia: Amiga ou Inimiga do Estudo?

12:42:00 Professora Manuka 0 Comentários

A tecnologia causou grandes transformações na forma com que o ser humano lida com a informação. Com o advento da Internet, foi possível diminuir as barreiras geográficas entre pessoas e também aumentar o acesso a todas as possibilidades oferecidas, como aplicativos, vídeos, redes sociais, entre outros. Seriam tantas ferramentas um reforço ou uma distração para os alunos? Acompanhe a seguir.

 

1) Facilidade de Acesso x Qualidade da Informação
É verdade que com a tecnologia aquele tema da pesquisa da sua escola está a um clique. Mas já parou para pensar na qualidade dessa informação?
Quando os alunos abrem um site para pesquisa, dificilmente procuram saber quem é o autor e se ele tem conhecimento sobre aquele tema.
O conteúdo está lá, mas não se sabe a qualidade daquela informação. Isso é prejudicial ao desenvolvimento intelectual, pois não há uma base cientificamente comprovada para aquilo que está sendo veiculado.
É importante escolher o site em que a pesquisa vai ser feita. Busque aqueles que oferecem informações sobre o autor e verifique se ele possui qualificações na área que aborda.
Facilidade é diferente de qualidade.

2) Falta de Originalidade
Vem em decorrência do item anterior. Alguns alunos acham mais cômodo simplesmente copiar uma página inteira e entregar como se fosse um trabalho de sua autoria.
Após essa artimanha, o professor recebe um trabalho com todos os links em azul. Algo visivelmente copiado e que o “autor” não se deu nem ao trabalho de apagar as evidências.
Existem até sites especializados em fornecer trabalhos prontos, sendo preciso apenas imprimir e entregar. Fácil e rápido! Com a ajuda da tecnologia não tem como dar errado, não é mesmo?
Então chegam as provas da escola, o ENEM e outros vestibulares. E aquilo que era fácil tornou sua vida difícil: a reprovação vem por causa da falta de conhecimento.
É preciso acabar com a cultura do resultado sem sacrifício nenhum. Isso cria nas pessoas a ilusão de que tudo na vida é simples, quando na verdade grandes conquistas requerem tempo.

3) Diminuição da Tolerância
Na data da postagem desse artigo, efetuei a pesquisa da palavra vestibular no Google e foram encontrados aproximadamente 23.900.000 resultados em 0,57 segundos.
Evidentemente, uma quantidade gigantesca de informações em uma parcela ínfima de tempo. O que dá para fazer em 0,57 segundos? Piscar? Talvez nem dê tempo.
Alguém que está pesquisando sobre o referido tema terá muitas fontes de conhecimento por causa da tecnologia. Mas com tanta praticidade, não viria também a falta de tolerância?
Vivemos em uma época que perseverar ou investir em algo que demore mais que alguns dias é perda de tempo. As pessoas querem tudo para ontem. Realizar tarefas com retorno em longo prazo é impensável.
Não adianta querer tudo pronto. Desenvolver certos aspectos da vida leva tempo. Passar no vestibular, ter uma profissão, comprar uma casa, um carro ou alcançar a estabilidade financeira são metas que requerem um investimento de anos.

4) Redes Sociais
Ferramentas usadas por milhões de pessoas permitem que você converse com aquele amigo que se mudou para outa cidade ou até mesmo falar com pessoas de outros países.
São usadas principalmente como forma de entretenimento. Entretanto, podem também ser usadas para os estudos. Existem diversas comunidades voltadas para o aprendizado, em todas as áreas do conhecimento.
Cabe ao usuário dosar o uso da tecnologia. Separe um tempo para a diversão e um tempo para o estudo. Dessa forma, poderá interagir com seus amigos sem se esquecer do estudo.

5) Facilidade para Distrações
Com tantas opções disponíveis para o entretenimento, ficar concentrado torna-se uma tarefa difícil. As notificações das redes sociais, os vídeos engraçados e outras alternativas para relaxar entre uma tarefa e outra acabam consumindo mais tempo do que deveriam.
Quando se dá conta, o estudante ficou mais tempo se divertindo do que estudando. Acontece com todo mundo, mas o importante é perceber o momento certo para cada tarefa, pois a tecnologia serve para ambos os casos: divertir e informar.
Quer aprofundar seus conhecimentos sobre o tema? Clique aqui e leia sobre 3 dicas para evitar que as redes sociais atrapalhem seus estudos.

Conclusão
Com uma concorrência tão grande nos vestibulares, toda ferramenta que agregue conhecimento tem uma contribuição positiva. É necessário, porém, o uso consciente desses recursos.
Regular o uso da tecnologia é imprescindível. Conversar com os amigos é saudável e não tem nada de errado, mas não deixe de fixar horários para estudar.

Obrigado pela visita, bons estudos e até a próxima.

0 comentários: