Resenha: Meu Jardim Secreto - Shu Nu Yan

07:00:00 Professora Manuka 0 Comentários

O livro Meu Jardim Secreto, da autora Shu Nu Yan e com ilustrações de You Ran Zhang, traz a história de João, um garotinho que tinha asma e adorava passar os dias desenhando.

Capa do livro Meu Jardim Secreto. Fonte: Imagens públicas do Google.

Um dos passatempos de João era observar uma área verde próxima a sua casa, que ficava num terreno onde havia uma fábrica abandonada. Nesse lugar, a vegetação era espessa e com muitas árvores altas.

Esse local servia como refúgio para muitos animais, que faziam dele sua casa. O menino notou que diversos sons vinham de lá, o que chamava sua atenção e despertava sua curiosidade.

Por causa dessa área verde, muitos animais visitavam a casa de João, como passarinhos que comiam o arroz que caía no chão, gatos e até esquilos.

Um desses esquilos, ao ver nosso protagonista, saiu correndo e deixou para trás algumas sementes, de variados tamanhos. Sua mãe disse que toda árvore nasce daquelas sementinhas, então ele resolveu plantá-las e regá-las todos os dias.

A vida de todos tinha se tornado mais interessante por causa do bosque, com visitas de animais, diversos sons e agora essas sementes. Por causa disso, ele resolveu transformá-lo em seu refúgio também, em um jardim secreto.

Em uma tarde de outono, João decidiu entrar no bosque, em busca de sementes das árvores com flores amarelas que o enfeitavam. Estrando lá, ele ouviu um barulho como se fosse de muitos pezinhos fugindo dele, que se assustou também e voltou para casa.

Ele percebeu que o bosque era o refúgio de muitos animais e que estranhos lá só os assustaria. Assim, sua decisão foi de ficar fora do bosque. Ele estaria satisfeito só de olhar para seu jardim, ouvir seus sons misteriosos e sentir o cheiro das plantas e das flores.

Certo dia, ele acordou com um barulho forte e viu que muitas plantas já haviam sido derrubadas. Indo até lá, perguntou por que eles haviam cortado as árvores. O dono do terreno disse que naquele lugar seria construído um grande prédio.

João tentou proteger algumas árvores, mas foi em vão. Chorou por todo o caminho de volta para casa. Seu refúgio havia sido destruído.

Dia após dia, a construção do prédio avançava e já não se podia mais sentir o cheiro da grama e nem ver pétalas amarelas flutuando pelo ar.

Após um tempo, o menino ouviu um som familiar na sua janela. Viu que aquelas sementes do bosque que ele havia plantado estavam crescendo. Foi aí que ele entendeu que tinha conseguido salvar uma pequena parte de seu jardim secreto e que ainda veria o verde pela sua janela.

Minha Opinião sobre o Livro

Não havia tido contato com esse livro até que uma aluna minha tinha que lê-lo como paradidático para sua prova de Literatura, então resolvi ler também.

Achei interessante por ser um livro de outro país, podemos perceber isso pelo nome da autora e do ilustrador. Ambos são de Taiwan. Acredito que o nome do personagem principal na língua deles deveria ser outro e foi trocado por João, para facilitar que as crianças se identificassem com a história.

É um livro curto, dá para ler em uma horinha ou menos. É claro que as crianças podem demorar um pouco mais, mas ele tem uma linguagem simples e de fácil entendimento.

Imagem: Freepik

Um fato curioso que aconteceu comigo é que passei por algo semelhante ao que o personagem João passou. Na rua da minha casa havia algumas árvores bem altas ao redor de um terreno, que faziam uma sombra maravilhosa quando está quente e precisamos andar.

Inclusive, em um ponto havia algumas outras árvores com flores coloridas que eu sempre via quando ia comprar pão, algo pequeno para alguns, mas era uma pequena alegria diária para mim.

Um dia, quando passei pela mesma rua, todos os troncos tinham sido cortados. O dono do terreno ia construir uma galeria ali, mas não achei que fosse necessário cortar as árvores.
Elas vão fazer falta, pois a sombra que elas faziam era de grande ajuda para pessoas e animais também. Aquelas florezinhas que eu via quando ia comprar pão já não existem mais. Fiquei triste com isso.

Inclusive, a autora passou por uma situação similar em sua infância, o que a inspirou para escrever o livro. Minha história com o terreno próximo a minha casa também contribuiu para que eu me identificasse com o livro.

Achei uma história bonita, simples, mas não um simples ruim, se é que isso existe. Ela é simples de modo que qualquer pessoa pode ler, desde crianças até adultos bem maduros e pode agregar para ajudar a formar uma consciência ambiental, pois vivemos num mundo em que nossas atitudes têm consequências.

Além disso, é interessante notar o respeito do João para com o bosque, pois ele percebeu que sua presença assustava os animais. Dessa forma, ele resolveu respeitar aquele espaço e admirá-lo de longe.

Nós poderíamos seguir o exemplo dele, assim não veríamos animais sendo usados para divertimento humano, principalmente em circos, zoológicos, parques com orcas ou outros animais marinhos adestrados ou “santuários” que têm animais sedados, amarrados ou com asas cortadas para que pessoas tirem fotos.

Acredito que a maior mensagem do livro é o respeito à natureza. Sei que precisamos transformar a paisagem para construir escolas, hospitais, casas e outros prédios necessários a nossa qualidade de vida. Entretanto, precisamos respeitar o espaço natural e as vidas que estão ali. Creio que equilíbrio é a palavra-chave. 

Veja também: 



0 comentários:

Questões Resolvidas sobre Pronomes de Tratamento

07:00:00 Professora Manuka 0 Comentários


A matéria pronomes de tratamento cai tanto em Português quanto em Redação Oficial de concursos, além de ser cobrada em escolas e vestibulares. Acompanhe a seguir uma lista de questões resolvidas para testar seus conhecimentos.


Imagem: Freepik.

1) (FGV-2018) Relacione os pronomes de tratamento, listados a seguir, aos respectivos cargos. 

1. Vossa Excelência
2. Vossa Magnificência
3. Vossa Senhoria
4. Vossa Reverendíssima
5. Vossa Santidade 
( ) Papa
( ) Almirante
( ) Coronel
( ) Reitor
( ) Cônego 

Assinale a opção que mostra a relação correta, segundo a ordem apresentada.
              a)       5, 2, 4, 1 e 3.
b)      4, 1, 2, 3 e 5.
c)       5, 3, 2, 1 e 4.
d)      5, 1, 3, 2 e 4.
e)       4, 2, 3, 1 e 5.


2) (SEDUC-SP 2018) Para se referir aos chefes dos Poderes Executivos (presidente, governadores e prefeitos), deve-se usar o pronome de tratamento Vossa
              a)       Excelência. 
b)      Magnificência.
c)       Digníssima.
d)      Reverendíssima.
e)       Excelência Reverendíssima.


3) (MPE-GO-2018) Assinale os pronomes de tratamento adequados para as seguintes autoridades: 
I – Papa
II- Delegado de Polícia
III – Reitor
IV – Vereador
              a)       Vossa Santidade, Vossa Excelência, Vossa Magnificência, Vossa Senhoria.
b)      Vossa Eminência, Vossa Excelência, Vossa Senhoria, Vossa Santidade.
c)       Vossa Senhoria, Vossa Excelência, Vossa Magnificência, Vossa Santidade.
d)      Vossa Excelência Reverendíssima; Vossa Excelência; Vossa Eminência, Vossa Senhoria.
e)       Vossa Senhoria, Vossa Excelência, Vossa Graça, Vossa Beatitude. 


4) (EPL-2013) O uso de pronomes e locuções pronominais de tratamento tem larga tradição na língua portuguesa. São de uso consagrado: Vossa Excelência, para as seguintes autoridades:
              a)       Auditores da Justiça Militar
b)      Conselheiros dos Tribunais de Contas Estaduais
c)       Presidente da República
d)      Reitores de universidade
e)       Frades


5) (FUNRIO – 2018) Quando a professora Mariusa Carvalho decidiu se aposentar, redigiu, como de praxe, um requerimento ao governador do estado do Acre para pedir sua aposentadoria.
Assinale o pronome de tratamento que a professora teve de utilizar na invocação desse texto oficial.
              a)       Senhor
b)      Vossa Senhoria
c)       Vossa Magnificência
d)      Vossa Excelência


6) (Quadrix-2018) No que se refere à redação oficial de documentos oficiais, julgue o item subsequente.
O pronome de tratamento Vossa Excelência é utilizado para todas as autoridades e para particulares.
(  ) Certo        (  ) Errado

7) (FAUEL-2017) Em canais de correspondência oficial, a sigla V.Mag.a pode ser utilizada corretamente apenas quando o tipo de correspondência está destinado especificamente a:
              a)       Senadores.
b)      Presidentes.
c)       Reitores.
d)      Embaixadores
e)       Papas.


8) (FAUEL-2017) Em canais de comunicação oficiais, a sigla V.S.a é empregada com frequência e representa a abreviação de:
              a)       Vossa Santidade.
b)      Vossa Alteza.
c)       Vossa Senhoria.
d)      Vossa Eminência.
e)       Vossa Magnificência.


9) (UNIFAL – 2017) José, recém-empossado em concurso público na Universidade Federal de Alfenas, teve como a primeira atribuição enviar um e-mail ao Reitor, com documentos anexos. Para enviar o e-mail, José redigiu o texto com o uso adequado da expressão anexo e do pronome de tratamento dirigido ao Reitor, na forma do Manual de Redação da Presidência da República. José não teve problemas ao redigir o texto, tendo em vista que havia estudado recentemente o referido Manual quando se preparava para o concurso em que fora aprovado.
Qual foi o texto redigido por José?
a)       A Vossa Magnificência, Reitor Pedro, seguem, em anexo, os documentos que faltaram para compor o processo administrativo. Informo ainda, que as minutas anexas ao e-mail anterior serão substituídas.
b)      Ao Magnífico Reitor Pedro, seguem, em anexos, os documentos que faltaram para compor o processo administrativo. Informo, ainda, que as minutas anexada no e-mail anterior serão substituídas.
c)       À Vossa Magnificência, Reitor Pedro, seguem os documentos anexo que faltaram para compor o processo administrativo. Informo ainda, que as minutas anexas no e-mail anterior serão substituídas.
d)      Ao Magnífico Reitor Pedro, seguem os documentos anexado que faltaram para compor o processo administrativo. Informo ainda, que as minutas anexadas no e-mail anterior serão substituídas.


10) (CONSULPLAN-2017) Dom Manoel Delson é anunciado pelo Vaticano como novo arcebispo da PB
Arquidiocese da Paraíba estava sem arcebispo desde julho de 2016. Dom Delson passou cinco anos como bispo da diocese de Campina Grande.
                                                                                            G1 – 08/03/2017.
Foi anunciado pelo Vaticano nesta quarta-feira (8) o novo arcebispo da Paraíba. O nome é de Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, de Campina Grande. Desde a renúncia de Dom Aldo di Cillo Pagotto, após carta em julho de 2016, a Arquidiocese da Paraíba seguia sob o comando de Dom Genival Saraiva de França. O Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba, Dom Genival, recebeu do Núncio Apostólico Dom Giovanni d’Aniello a notícia da nomeação do novo arcebispo, ainda no dia 20 de fevereiro. “Tenho a satisfação de comunicar oficialmente que o Santo Padre Francisco nomeou Arcebispo dessa vacante Arquidiocese da Paraíba o ______________ Senhor Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, transferindo-o da sede episcopal de Campina Grande”, explicou.
Qual vocativo deve ser empregado, na afirmativa anterior, para se referir a Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz como arcebispo da Paraíba? 
          a)       Santíssimo
b)      Reverendo
c)       Eminentíssimo
d)      Excelentíssimo e Reverendíssimo


11) Em comunicações escritas, é necessária a utilização adequada dos vocativos correspondente a cada autoridade. Numere a segunda coluna de acordo com a primeira, de forma a estabelecer corretamente essa relação. 

1ª coluna 
1. Reitor 
2. Juiz  
3. Tribunal 
4. Autoridades 
5. Presidente da República 
2ª coluna
( ) Excelentíssimo 
( ) Magnífico  
( ) Exmo. 
( ) Egrégio 
( ) Meritíssimo

A sequência correta, de cima para baixo, está na opção:
          a)       3 – 1 – 4 – 5 – 2 
b)      5 – 1 – 4 – 3 – 2 
c)       1 – 5 – 2 – 3 – 4  
d)      4 – 2 – 5 – 1 – 3 
e)       2 – 3 – 1 – 4 – 5


12) (Click-2015) Sobre os principais pronomes de tratamento e a ocasião de seu uso assinale os itens da tabela abaixo que estão corretos:
I) Vossa Excelência / V. Ex.a / Usado para referenciar autoridades, como Presidente da República, Ministros de Estado, Senadores, Deputados, etc.
II) Vossa Eminência / V. Em.a / Usados para falarmos com Eminência Bispos e Sacerdotes.
III) Vossa Alteza / V. A. / Para nos referirmos e Princesas, Duques.
IV) Vossa Santidade  / V.S. / Para o Papa.
V) Vossa Magnificência/ V. Mag./  Reitores de Universidades.
Assinale a alternativa correta:
          a)       Somente os itens I, III, IV e V estão corretos.
b)      Somente os itens I, II e V estão corretos.
c)       Somente os itens I, II e IIII estão corretos.
d)      Todos os itens I, II, III, IV e V estão corretos. 


Gabarito
1) D

2) A

3) A

4) C

5) D

6) Errado, Vossa Excelência não é para todas as autoridades e usa-se Vossa Senhoria para particulares.

7) C

8) C     Lembre-se: V.S.a -> abreviatura de Vossa Senhoria
                                 V.S -> abreviatura de Vossa Santidade
9) A.   Para se dirigir a reitores utiliza-se Vossa Magnificência. Em anexo é invariável.
10) D
11) B
12) A



0 comentários:

Expressões populares com a palavra água

07:00:00 Professora Manuka 0 Comentários

A palavra água está presente em muitas expressões do cotidiano e até em provérbios usados para dar conselhos. Acompanhe exemplos desse uso:

Imagem: Freepik.

1. Águas passadas não movem moinhos
Definição: não adianta remoer acontecimentos do passado, pois ele está fora do nosso alcance.
Exemplo: Não adianta ficar relembrando esse problema, pois águas passadas não movem moinhos.

2. Água mole em pedra dura tanto bate até que fura
Definição: insistir até que dê certo.
Exemplo: Você precisa continuar ligando para sua amiga até que ela queira te escutar. Já dizia o ditado: água mole em pedra dura tanto bate até que fura.

3. De dar água na boca
Definição: delicioso.
Exemplo: Essa sua feijoada está de dar água na boca.


4. Tempestade em copo d’água
Definição: exagerar.
Exemplo: Não é para tanto, você está fazendo tempestade em copo d’água.

5. Desta água não beberei
Definição: não fazer algo.
Exemplo: Nunca se sabe o dia de amanhã, então não diga dessa água não beberei.

6. Dar com os burros n’água
Definição: falhar.
Exemplo: Mariana tentou várias vezes falar com ele, mas no fim deu com os burros n’água.

7. Cargas d’água
Definição: enfatizar espanto ou raiva.
Exemplo: O que cargas d’água você fez!

8. Marinheiro de água doce
Definição: marinheiro/pessoa sem experiência.
Exemplo: João acha que é só pegar o barco e sair por aí, é um marinheiro de água doce mesmo.

9. Peixe fora d’água
Definição: sentir-se deslocado ou desconfortável.
Exemplo: Aquela festa era muito formal, estava me sentindo um peixe fora d’água ali.

10. Como água e óleo
Definição: que não se dão bem.
Exemplo: Aquelas irmãs são como água e óleo, estão sempre em pé de guerra.

11. Tirar a água do joelho
Definição: urinar.
Exemplo: Estou muito apertado, preciso tirar a água do joelho.

12. Só fala água
Definição: pessoa que só fala bobagem. Alguém superficial.
Exemplo: Aquele seu amigo é lindo, mas só fala água.

13. Gato escaldado tem medo de água fria
Definição: quem já sofreu não quer passar pela mesma situação.
Exemplo: Ela já confiou demais em pessoas que não conhecia e se deu mal. Agora não faz mais isso, pois gato escaldado tem medo de água fria.

14. Até debaixo d’água
Definição: indica a força de algo. Serve para enfatizar uma situação.
Exemplo: Você é linda até debaixo d’água.

15. Ir por água abaixo
Definição: dar errado.
Exemplo: Nossos planos foram por água abaixo.

16. Gota d’água
Definição: chegar ao limite.
Exemplo: Essa sua atitude foi a gota d’água, vou me retirar dessa sala.

17. Lá vem água
Definição: aviso sobre chuva.
Exemplo: Leve o guarda-chuva que lá vem água.

Veja também:





0 comentários: