Aniversário de 3 anos do blog Professora Manuka

12:06:00 Professora Manuka 0 Comentários


O blog Professora Manuka completa 3 anos de existência, mal posso acreditar em quanto tempo se passou. Cresci junto com o blog e vivi muitas experiências que me ajudaram a crescer pessoalmente e profissionalmente, o que resultou também em inspiração para postagens neste espaço.

Imagem: Freepik.

1. O que ocorreu no ano que se passou?
Como já contei no post Vale a pena fazer concurso temporário? Trabalhei 8 meses no IBGE na realização do Censo Agropecuário, o que foi uma experiência maravilhosa em minha vida.

Mesmo na correria, não deixei o blog de lado e continuei com as postagens, mantendo a atualização no ritmo de uma postagem por mês, pois não adianta escrever todo dia por uma semana e depois deixar o blog meses sem atualização.

Após acabar o contrato com o IBGE, voltei a dar aulas e a contribuir com o aprendizado de muitas crianças. Creio que o trabalho de professor é aquele em que ensinamos e aprendemos com nossos alunos.

2. Números do blog Professora Manuka
Mantivemos a média de visitas diárias do ano passado: 1.200. É um número grande para mim, pois mostra que as pessoas não buscam só divertimento na internet, mas também se interessam por aprender um pouco mais.

No total de visualizações desses três anos temos 666.300 visitas. Será que no nosso próximo aniversário chegaremos a marca de 1 milhão de visitas? Vou torcer por isso.

Imagem: Freepik.

Ranking atualizado com as três postagens com mais visitas:




O ranking contou com as mesmas postagens do ano passado, mas com bem mais acessos.

A postagem com mais comentários é a mesma do ano passado: 


Creio que minha experiência relatada nesse post encorajou outras pessoas a relatarem as suas, enriquecendo o post. Quem estiver pensando em fazer trabalho freelancer, recomendo que dê uma olhada nela.

3. Como está o Canal Professora Manuka?
O Canal Professora Manuka conta com 3.810 inscritos e 640.600 visualizações. Muito obrigada! Os inscritos continuam comentando quase que diariamente, o que me deixa muito feliz.

Continuo fazendo a pauta sobre significado sobre siglas, que faz muito sucesso, mas pretendo também fazer aulas para o ENEM ou sobre uma matéria específica, futuramente.

4. E o futuro do Blog Professora Manuka?
Podem deixar que este blog continuará firme e forte para completar outros aniversários, sempre trazendo conteúdos para lhe ajudar a estudar para sua prova da escola, ENEM ou concurso.

Fico feliz com cada comentário, cada dica e com seus elogios que me motivam para continuar este projeto que me enche de alegria.

Quando escrevo para o blog, reviso conteúdos para mim mesma, é como se escrever fosse uma forma de estudar. Ajuda a melhorar minha escrita e a contribuir com o aprendizado de vocês.

Recomendo que experimentem: escrevam um pequeno parágrafo resumindo um filme, série ou anime que assistiram, é muito bom para desenvolver a escrita e a organizar seus pensamentos.

Da minha parte, posso garantir que continuarei aqui e que vou continuar postando. Espero que continuemos juntos nessa caminhada e que a leitura e a busca de conhecimento façam parte da vida de vocês, mesmo depois da escola, pois ler é viajar sem sair do lugar. Até a próxima!

Veja também:



0 comentários:

Resenha: A Terra Será Azul – João Batista de Andrade

07:00:00 Professora Manuka 0 Comentários

O livro A Terra Será Azul traz a história de uma ficção científica futurística que se divide entre a Terra do ano de 2032 e a Comunidade, uma sociedade altamente desenvolvida.

Capa do livro. Fonte: imagens públicas do Google.

No passado, uma parte da Terra foi jogada em direção ao espaço. Nessa porção do planeta, desenvolveu-se uma civilização ligada à natureza de forma harmônica, dando origem à Comunidade.

A Comunidade é responsável por povoar outros planetas e também por destruir planetas cuja civilização julgarem estar fracassadas. Para isso, existe a Nave Fiscal, com dois seres distintos que acompanham o desenvolvimento dos mundos: Piter e Ilosz.

Da Nave Fiscal, eles viam uma sociedade cheia de conflitos por terras, por comida e por poder. A camada de ozônio estava poluída, o lixo tomava as ruas, as pessoas se isolavam em suas casas com medo da violência e os recursos estavam cada vez mais escassos.


Quando chegou o fim do tempo para que a Terra resolvesse seus conflitos humanos e ambientais, Ilosz pediu uma prorrogação: enviariam um ser para o planeta e ele teria 20 anos para resolver esses conflitos.

O casal escolhido era formado por Lázaro e Helena, que não podia ter filhos. Uma luz envolveu Helena e plantou nela a semente de um novo ser. Entretanto, ao invés de usar os embriões da Nave Fiscal, Ilosz implantou seu próprio, tornando o enviado seu filho.



Em 25 de dezembro de 2033 nasceu um menino loiro de olhos azuis, que se chamaria Guéri. Lázaro desconfiou que não era seu filho, pois ele e sua esposa tinham pele morena e cabelos escuros. Poucas horas depois, Helena faleceu.

O pai não conseguia amar a criança e, num surto de raiva, colocou o menino em um cesto e o abandonou numa rodovia. Nessa hora, um ser de outro planeta apareceu para o índio Lucas em sonho e pediu que salvasse a criança.

Lucas foi até a rodovia e levou o menino consigo. Nessa altura, Lázaro se arrependeu a voltou ao local, mas viu apenas os restos do cesto destruído pelos carros.

O índio que adotou Guéri era o último de seu povo e criou o menino como seu filho e ensinou-lhe sua língua e seus costumes. Ele acreditava que o garoto era Yaksin Tóon, que na língua do seu povo Aiowaa era quem tinha dado origem a sua nação indígena.

Quando Guéri tinha 10 anos, Lázaro invadiu as terras de Lucas e o menino usou seus poderes para espantá-lo, mas ele prometeu voltar para se vingar.

Os conflitos por terras haviam se intensificado e o índio achou mais seguro entregar o menino para um casal que também morava em Olhos D’Água, mas distante de sua cabana.

O menino teve alguns problemas para se adaptar à nova escola, mas sabia que deveria esconder seus poderes. Nessa nova família, ele se deu muito bem com todos, especialmente com a filha do casal, Ana.

Fora do seu lar, os conflitos por terras estavam se agravando. As máquinas tinham tomado muitos empregos (incluindo recolher o lixo), o que ocasionava uma revolta entre os lixeiros, que as destruíam, ocasionando um acúmulo de lixo nas ruas.

Muitos cidadãos já não saíam mais de suas casas, pois temiam a violência. Eles se ocupavam com máquinas de esportes, máquinas de sonhos e os noticiários manipulados, que mostravam um mundo sem problemas e cheio de beleza que já não existia mais.

A humanidade estava entrando em colapso e Guéri sabia de sua missão: reverter essa situação antes que fosse tarde demais. Em meio a isso, recebe uma notícia que Lucas havia se ferido num conflito de terras.

A família toda vai até lá, mas Lucas se recusa a sair de suas terras e morre nos braços de seu filho. Nos próximos quatros anos, Guéri fica anestesiado pela dor da perda de seu pai. Mas ele já tem 19 anos e a Terra está ficando sem tempo: havia apenas um ano restante para que fosse destruída.

Um fato mudou esse estado: um programa pirata mostrou o líder dos lixeiros, conhecido como GP, revelando seu discurso de que tinham destruído as máquinas coletoras de lixo e que as ruas estavam tomadas de sujeira, obrigando os cidadãos a saírem de suas casas.

Imagem: Freepik.

Guéri sabia que tinha que encontrá-lo e ajudar nesse movimento, pois os humanos não podiam viver em suas casas apenas se distraindo, alheios à falta de empregos e de recursos.

Entretanto, ele descobriu que o discurso de GP não era só para melhorar o mundo, ele queria comandá-lo. Isso foi logo percebido por Dimas, o líder dos cidadãos, fato que dificultava que ambas as partes chegassem a um acordo.

Além desses grupos, haviam os Miseráveis, pessoas totalmente desprovidas de recursos que saqueavam as máquinas de entregar suprimentos e destruíam casas.

Havia conflito por cima de conflito e, pelas lentes da Nave Fiscal, Piter previa a destruição da Terra. O prazo havia chegado ao fim e ele iniciava o programa para transportar Guéri para a nave e destruir a Terra.

Temendo por seu filho, Ilosz destruiu alguns circuitos para atrasar a tragédia. Na Terra, os grupos dos cidadãos e dos lixeiros estavam se unindo para enfrentar o caos do lixo nas ruas e dos ataques dos Miseráveis.

Nessa confusão, Guéri encontra Lázaro e afasta com seus poderes um grupo que ameaçava seu pai. Ele pede desculpas por causar a morte de Helena e Lázaro também se mostra arrependido.

Em meio ao conflito, aparece a Nave Fiscal, pois com os circuitos quebrados, Piter vem buscar Guéri pessoalmente. A multidão pede para ele ficar, mas o extraterrestre ameaça destruir tudo se o jovem não o acompanhar.

Guéri decide ir com ele desde que a Terra seja poupada, promessa que Piter faz sem a intenção de cumprir. Sabendo disso, Ilosz fecha a porta da nave antes que eles entrem, para proteger seu filho.

Ele sabe que Piter não sobreviveria muito tempo com o ar poluído da Terra. Consciente dos crimes que cometera para proteger seu filho, Ilosz leva a nave para o espaço e a destrói, para garantir que ninguém tente exterminar o planeta Terra, que, com o esforço e união de todos, voltará a ser azul.

O que achei do livro

Embora seja uma ficção científica, esse livro traz alguns alertas pertinentes e que merecem ser ressaltados. Um deles é o fato de as pessoas ficarem anestesiadas nas máquinas de lazer, o que lembra nossas redes sociais, que consomem horas que poderiam ser usadas em outras atividades.


É claro que cada um usa seu tempo como quiser, mas não podemos esquecer de nós mesmos, de nos exercitarmos, de fazermos coisas para nós, de convivermos com amigos e com a família. Precisamos dividir bem nosso tempo.

O conflito de terras ainda é bastante visível, como movimentos de latifundiários e pequenos produtores, que às vezes culmina em mortes. As terras indígenas sendo invadidas por latifundiários, ou mesmo sendo desocupadas para a construção de hidrelétricas.

Além desses conflitos, temos a questão ambiental que somos nós que causamos pelo nosso estilo de vida. O cenário catastrófico do livro pode chegar a acontecer se não repensarmos nossos hábitos.

Por fim, mesmo com o exagero da ficção, esse livro nos mostra muitos problemas da nossa sociedade e nos convida a repensar a forma que nos relacionamos com nós mesmos, com o outro e com o planeta. É uma leitura válida e muito atual.

Outras resenhas:



0 comentários:

Resenha: Meu Jardim Secreto - Shu Nu Yan

07:00:00 Professora Manuka 0 Comentários

O livro Meu Jardim Secreto, da autora Shu Nu Yan e com ilustrações de You Ran Zhang, traz a história de João, um garotinho que tinha asma e adorava passar os dias desenhando.

Capa do livro Meu Jardim Secreto. Fonte: Imagens públicas do Google.

Um dos passatempos de João era observar uma área verde próxima a sua casa, que ficava num terreno onde havia uma fábrica abandonada. Nesse lugar, a vegetação era espessa e com muitas árvores altas.

Esse local servia como refúgio para muitos animais, que faziam dele sua casa. O menino notou que diversos sons vinham de lá, o que chamava sua atenção e despertava sua curiosidade.

Por causa dessa área verde, muitos animais visitavam a casa de João, como passarinhos que comiam o arroz que caía no chão, gatos e até esquilos.

Um desses esquilos, ao ver nosso protagonista, saiu correndo e deixou para trás algumas sementes, de variados tamanhos. Sua mãe disse que toda árvore nasce daquelas sementinhas, então ele resolveu plantá-las e regá-las todos os dias.

A vida de todos tinha se tornado mais interessante por causa do bosque, com visitas de animais, diversos sons e agora essas sementes. Por causa disso, ele resolveu transformá-lo em seu refúgio também, em um jardim secreto.

Em uma tarde de outono, João decidiu entrar no bosque, em busca de sementes das árvores com flores amarelas que o enfeitavam. Estrando lá, ele ouviu um barulho como se fosse de muitos pezinhos fugindo dele, que se assustou também e voltou para casa.

Ele percebeu que o bosque era o refúgio de muitos animais e que estranhos lá só os assustaria. Assim, sua decisão foi de ficar fora do bosque. Ele estaria satisfeito só de olhar para seu jardim, ouvir seus sons misteriosos e sentir o cheiro das plantas e das flores.

Certo dia, ele acordou com um barulho forte e viu que muitas plantas já haviam sido derrubadas. Indo até lá, perguntou por que eles haviam cortado as árvores. O dono do terreno disse que naquele lugar seria construído um grande prédio.

João tentou proteger algumas árvores, mas foi em vão. Chorou por todo o caminho de volta para casa. Seu refúgio havia sido destruído.

Dia após dia, a construção do prédio avançava e já não se podia mais sentir o cheiro da grama e nem ver pétalas amarelas flutuando pelo ar.

Após um tempo, o menino ouviu um som familiar na sua janela. Viu que aquelas sementes do bosque que ele havia plantado estavam crescendo. Foi aí que ele entendeu que tinha conseguido salvar uma pequena parte de seu jardim secreto e que ainda veria o verde pela sua janela.

Minha Opinião sobre o Livro

Não havia tido contato com esse livro até que uma aluna minha tinha que lê-lo como paradidático para sua prova de Literatura, então resolvi ler também.

Achei interessante por ser um livro de outro país, podemos perceber isso pelo nome da autora e do ilustrador. Ambos são de Taiwan. Acredito que o nome do personagem principal na língua deles deveria ser outro e foi trocado por João, para facilitar que as crianças se identificassem com a história.

É um livro curto, dá para ler em uma horinha ou menos. É claro que as crianças podem demorar um pouco mais, mas ele tem uma linguagem simples e de fácil entendimento.

Imagem: Freepik

Um fato curioso que aconteceu comigo é que passei por algo semelhante ao que o personagem João passou. Na rua da minha casa havia algumas árvores bem altas ao redor de um terreno, que faziam uma sombra maravilhosa quando está quente e precisamos andar.

Inclusive, em um ponto havia algumas outras árvores com flores coloridas que eu sempre via quando ia comprar pão, algo pequeno para alguns, mas era uma pequena alegria diária para mim.

Um dia, quando passei pela mesma rua, todos os troncos tinham sido cortados. O dono do terreno ia construir uma galeria ali, mas não achei que fosse necessário cortar as árvores.
Elas vão fazer falta, pois a sombra que elas faziam era de grande ajuda para pessoas e animais também. Aquelas florezinhas que eu via quando ia comprar pão já não existem mais. Fiquei triste com isso.

Inclusive, a autora passou por uma situação similar em sua infância, o que a inspirou para escrever o livro. Minha história com o terreno próximo a minha casa também contribuiu para que eu me identificasse com o livro.

Achei uma história bonita, simples, mas não um simples ruim, se é que isso existe. Ela é simples de modo que qualquer pessoa pode ler, desde crianças até adultos bem maduros e pode agregar para ajudar a formar uma consciência ambiental, pois vivemos num mundo em que nossas atitudes têm consequências.

Além disso, é interessante notar o respeito do João para com o bosque, pois ele percebeu que sua presença assustava os animais. Dessa forma, ele resolveu respeitar aquele espaço e admirá-lo de longe.

Nós poderíamos seguir o exemplo dele, assim não veríamos animais sendo usados para divertimento humano, principalmente em circos, zoológicos, parques com orcas ou outros animais marinhos adestrados ou “santuários” que têm animais sedados, amarrados ou com asas cortadas para que pessoas tirem fotos.

Acredito que a maior mensagem do livro é o respeito à natureza. Sei que precisamos transformar a paisagem para construir escolas, hospitais, casas e outros prédios necessários a nossa qualidade de vida. Entretanto, precisamos respeitar o espaço natural e as vidas que estão ali. Creio que equilíbrio é a palavra-chave. 

Veja também: 



0 comentários:

Questões Resolvidas sobre Pronomes de Tratamento

07:00:00 Professora Manuka 0 Comentários


A matéria pronomes de tratamento cai tanto em Português quanto em Redação Oficial de concursos, além de ser cobrada em escolas e vestibulares. Acompanhe a seguir uma lista de questões resolvidas para testar seus conhecimentos.


Imagem: Freepik.

1) (FGV-2018) Relacione os pronomes de tratamento, listados a seguir, aos respectivos cargos. 

1. Vossa Excelência
2. Vossa Magnificência
3. Vossa Senhoria
4. Vossa Reverendíssima
5. Vossa Santidade 
( ) Papa
( ) Almirante
( ) Coronel
( ) Reitor
( ) Cônego 

Assinale a opção que mostra a relação correta, segundo a ordem apresentada.
              a)       5, 2, 4, 1 e 3.
b)      4, 1, 2, 3 e 5.
c)       5, 3, 2, 1 e 4.
d)      5, 1, 3, 2 e 4.
e)       4, 2, 3, 1 e 5.


2) (SEDUC-SP 2018) Para se referir aos chefes dos Poderes Executivos (presidente, governadores e prefeitos), deve-se usar o pronome de tratamento Vossa
              a)       Excelência. 
b)      Magnificência.
c)       Digníssima.
d)      Reverendíssima.
e)       Excelência Reverendíssima.


3) (MPE-GO-2018) Assinale os pronomes de tratamento adequados para as seguintes autoridades: 
I – Papa
II- Delegado de Polícia
III – Reitor
IV – Vereador
              a)       Vossa Santidade, Vossa Excelência, Vossa Magnificência, Vossa Senhoria.
b)      Vossa Eminência, Vossa Excelência, Vossa Senhoria, Vossa Santidade.
c)       Vossa Senhoria, Vossa Excelência, Vossa Magnificência, Vossa Santidade.
d)      Vossa Excelência Reverendíssima; Vossa Excelência; Vossa Eminência, Vossa Senhoria.
e)       Vossa Senhoria, Vossa Excelência, Vossa Graça, Vossa Beatitude. 


4) (EPL-2013) O uso de pronomes e locuções pronominais de tratamento tem larga tradição na língua portuguesa. São de uso consagrado: Vossa Excelência, para as seguintes autoridades:
              a)       Auditores da Justiça Militar
b)      Conselheiros dos Tribunais de Contas Estaduais
c)       Presidente da República
d)      Reitores de universidade
e)       Frades


5) (FUNRIO – 2018) Quando a professora Mariusa Carvalho decidiu se aposentar, redigiu, como de praxe, um requerimento ao governador do estado do Acre para pedir sua aposentadoria.
Assinale o pronome de tratamento que a professora teve de utilizar na invocação desse texto oficial.
              a)       Senhor
b)      Vossa Senhoria
c)       Vossa Magnificência
d)      Vossa Excelência


6) (Quadrix-2018) No que se refere à redação oficial de documentos oficiais, julgue o item subsequente.
O pronome de tratamento Vossa Excelência é utilizado para todas as autoridades e para particulares.
(  ) Certo        (  ) Errado

7) (FAUEL-2017) Em canais de correspondência oficial, a sigla V.Mag.a pode ser utilizada corretamente apenas quando o tipo de correspondência está destinado especificamente a:
              a)       Senadores.
b)      Presidentes.
c)       Reitores.
d)      Embaixadores
e)       Papas.


8) (FAUEL-2017) Em canais de comunicação oficiais, a sigla V.S.a é empregada com frequência e representa a abreviação de:
              a)       Vossa Santidade.
b)      Vossa Alteza.
c)       Vossa Senhoria.
d)      Vossa Eminência.
e)       Vossa Magnificência.


9) (UNIFAL – 2017) José, recém-empossado em concurso público na Universidade Federal de Alfenas, teve como a primeira atribuição enviar um e-mail ao Reitor, com documentos anexos. Para enviar o e-mail, José redigiu o texto com o uso adequado da expressão anexo e do pronome de tratamento dirigido ao Reitor, na forma do Manual de Redação da Presidência da República. José não teve problemas ao redigir o texto, tendo em vista que havia estudado recentemente o referido Manual quando se preparava para o concurso em que fora aprovado.
Qual foi o texto redigido por José?
a)       A Vossa Magnificência, Reitor Pedro, seguem, em anexo, os documentos que faltaram para compor o processo administrativo. Informo ainda, que as minutas anexas ao e-mail anterior serão substituídas.
b)      Ao Magnífico Reitor Pedro, seguem, em anexos, os documentos que faltaram para compor o processo administrativo. Informo, ainda, que as minutas anexada no e-mail anterior serão substituídas.
c)       À Vossa Magnificência, Reitor Pedro, seguem os documentos anexo que faltaram para compor o processo administrativo. Informo ainda, que as minutas anexas no e-mail anterior serão substituídas.
d)      Ao Magnífico Reitor Pedro, seguem os documentos anexado que faltaram para compor o processo administrativo. Informo ainda, que as minutas anexadas no e-mail anterior serão substituídas.


10) (CONSULPLAN-2017) Dom Manoel Delson é anunciado pelo Vaticano como novo arcebispo da PB
Arquidiocese da Paraíba estava sem arcebispo desde julho de 2016. Dom Delson passou cinco anos como bispo da diocese de Campina Grande.
                                                                                            G1 – 08/03/2017.
Foi anunciado pelo Vaticano nesta quarta-feira (8) o novo arcebispo da Paraíba. O nome é de Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, de Campina Grande. Desde a renúncia de Dom Aldo di Cillo Pagotto, após carta em julho de 2016, a Arquidiocese da Paraíba seguia sob o comando de Dom Genival Saraiva de França. O Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba, Dom Genival, recebeu do Núncio Apostólico Dom Giovanni d’Aniello a notícia da nomeação do novo arcebispo, ainda no dia 20 de fevereiro. “Tenho a satisfação de comunicar oficialmente que o Santo Padre Francisco nomeou Arcebispo dessa vacante Arquidiocese da Paraíba o ______________ Senhor Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, transferindo-o da sede episcopal de Campina Grande”, explicou.
Qual vocativo deve ser empregado, na afirmativa anterior, para se referir a Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz como arcebispo da Paraíba? 
          a)       Santíssimo
b)      Reverendo
c)       Eminentíssimo
d)      Excelentíssimo e Reverendíssimo


11) Em comunicações escritas, é necessária a utilização adequada dos vocativos correspondente a cada autoridade. Numere a segunda coluna de acordo com a primeira, de forma a estabelecer corretamente essa relação. 

1ª coluna 
1. Reitor 
2. Juiz  
3. Tribunal 
4. Autoridades 
5. Presidente da República 
2ª coluna
( ) Excelentíssimo 
( ) Magnífico  
( ) Exmo. 
( ) Egrégio 
( ) Meritíssimo

A sequência correta, de cima para baixo, está na opção:
          a)       3 – 1 – 4 – 5 – 2 
b)      5 – 1 – 4 – 3 – 2 
c)       1 – 5 – 2 – 3 – 4  
d)      4 – 2 – 5 – 1 – 3 
e)       2 – 3 – 1 – 4 – 5


12) (Click-2015) Sobre os principais pronomes de tratamento e a ocasião de seu uso assinale os itens da tabela abaixo que estão corretos:
I) Vossa Excelência / V. Ex.a / Usado para referenciar autoridades, como Presidente da República, Ministros de Estado, Senadores, Deputados, etc.
II) Vossa Eminência / V. Em.a / Usados para falarmos com Eminência Bispos e Sacerdotes.
III) Vossa Alteza / V. A. / Para nos referirmos e Princesas, Duques.
IV) Vossa Santidade  / V.S. / Para o Papa.
V) Vossa Magnificência/ V. Mag./  Reitores de Universidades.
Assinale a alternativa correta:
          a)       Somente os itens I, III, IV e V estão corretos.
b)      Somente os itens I, II e V estão corretos.
c)       Somente os itens I, II e IIII estão corretos.
d)      Todos os itens I, II, III, IV e V estão corretos. 


Gabarito
1) D

2) A

3) A

4) C

5) D

6) Errado, Vossa Excelência não é para todas as autoridades e usa-se Vossa Senhoria para particulares.

7) C

8) C     Lembre-se: V.S.a -> abreviatura de Vossa Senhoria
                                 V.S -> abreviatura de Vossa Santidade
9) A.   Para se dirigir a reitores utiliza-se Vossa Magnificência. Em anexo é invariável.
10) D
11) B
12) A



0 comentários: