Redação do ENEM: Entenda Todos os Critérios de Correção

17:37:00 Professora Manuka 0 Comentários

Como a minha redação do ENEM é corrigida? Essa é uma pergunta que milhões de estudantes se fazem todos os anos. Mesmo com poucos erros gramaticais, a nota final acaba sendo insatisfatória para muitos, que ficam se perguntando onde erraram.

Imagem: Freepik. Créditos ao autor.

Acompanhe a seguir a tabela dos critérios de correção da redação do ENEM:

COMPETÊNCIA
NA SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DE TEXTO
NOTA
NÍVEL DA PRODUÇÃO TEXTUAL
I
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita
200
Excelente
160
Bom
120
Adequado
80
Mediano
40
Insuficiente
ZERO
Desconhecimento total
II
Compreender a proposta de redação e aplicar os conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
200
Tema muito bem desenvolvido, argumentação consistente.
160
Tema bem desenvolvido, porém não explora seus aspectos principais, argumentação consistente.
120
Tema adequadamente desenvolvido, abordagem superficial, argumentação previsível.
80
Tema desenvolvido de forma mediana, argumentação previsível, domínio precário do tipo textual.
40
Tangenciamento do tema proposto, inadequação ao tipo textual dissertativo-argumentativo.
ZERO
Não contempla a proposta, desenvolve outro tipo textual.
III
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto da vista.
200
Explicita a tese, seleciona argumentos que possam comprová-la e elabora conclusão ou proposta que mantenha coerência com a opinião defendida na redação.
160
Explicita a tese, seleciona argumentos que possam comprová-la e elabora conclusão ou proposta que mantenha coerência com a opinião defendida na redação. Entretanto, os argumentos utilizados são previsíveis.
120
O texto revela pouca articulação entre os argumentos, que não são convincentes para defender a opinião do autor.
80
O texto apresenta informações, fatos e opiniões pouco articulados ou contraditórios, embora pertinentes ao tema proposto.
40
O texto não defende um ponto de vista, ou seja, não apresenta opinião a respeito do tema proposto.
ZERO
O texto apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos incoerentes ou não apresenta um ponto de vista.
IV
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
200
O texto é bem articulado, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos.
160
O texto é articulado, com poucas inadequações na utilização dos recursos coesivos.
120
O texto é articulado, porém com algumas inadequações na utilização dos recursos coesivos.
80
O texto é articulado, porém com muitas inadequações na utilização dos recursos coesivos.
40
O texto não é articulado ou é articulado de forma precária e/ou inadequada, apresentando graves e frequentes desvios de coesão textual.
ZERO
O participante apresenta informações desconexas, que não se configuram como texto.
V







Elaborar proposta de intervenção social, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
200
Proposta de intervenção social clara e inovadora, relacionada à tese e bem articulada com a discussão desenvolvida no texto.
160
Proposta de intervenção social clara, relacionada à tese e bem articulada com a discussão desenvolvida no texto.
120
Proposta de intervenção social relacionada ao tema, mas pouco articulada à discussão desenvolvida no texto.
80
Proposta de intervenção social relacionada ao tema de forma precária, não articulada com a discussão desenvolvida no texto.
40
Proposta de intervenção social tangencial ao tema ou subentendida no desenvolvimento da argumentação.
ZERO
O texto não apresenta proposta de intervenção social.

Vejamos agora o que cada critério de correção representa para a sua nota na redação do ENEM:

- Competência I: Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.
Essa competência exige o conhecimento da norma culta, ou seja, da linguagem usada em livros escolares, artigos e revistas científicos, enfim, trata-se de escrever sem erros ortográficos.

- Competência II: Compreender a proposta de redação e aplicar os conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Essa competência exige duas coisas: compreender o tema que lhe foi proposto e ser capaz de desenvolvê-lo nos moldes do texto dissertativo-argumentativo.
É muito importante que o aluno domine essa tipologia textual, para que possa desenvolver a redação de forma satisfatória.

- Competência III: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto da vista.
Nessa competência será avaliada a capacidade do estudante de argumentar. Para isso, é imprescindível conhecer o tema proposto, para usar argumentos das diversas áreas do conhecimento para fundamentar a tese.
É nesse ponto que entra a interdisciplinaridade. Quanto melhores forem os argumentos, maior será o poder de convencimento do autor, uma vez que o texto dissertativo-argumentativo busca convencer o leitor de um ponto de vista, usando para isso uma argumentação consistente.
É importante destacar que, para apresentar uma variedade de argumentos, o estudante deve ver jornais televisivos, ler revistas e jornais impressos regularmente, conversar com familiares e vizinhos, observar o seu entorno, enfim, deve ficar atento ao que está ocorrendo tanto em sua localidade quanto em outras regiões.
Note que, nos critérios explicitados, a proposta de intervenção deve estar diretamente ligada à argumentação feita no texto.

- Competência IV: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Além da qualidade dos argumentos, é preciso organizar as ideias em uma sequência lógica, que proporcione uma leitura inteligível daquilo que é apresentado.
Essa competência exige o uso adequado dos elementos coesivos para encadear os argumentos e tornar as linhas e parágrafos em texto.
Mas que palavras são essas e como usá-las? Observe esse texto que você está lendo. No começo dos parágrafos existem palavras e expressões que fazem referência ao que foi dito anteriormente, “ligando” o texto.
É importante, para se sair bem nessa competência, estudar sobre as conjunções, que unem orações de transmitem diversos sentidos dentro de um enunciado.

- Competência V: Elaborar proposta de intervenção social, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
Para finalizar a redação, é necessário que o estudante faça uma proposta de intervenção social, dando opções que possam ajudar a sanar o problema. É imprescindível que a proposta esteja ligada à argumentação desenvolvida.
Outro ponto que é importante destacar: não adianta fazer um resumo do texto no último parágrafo. É preciso fazer a proposta, pois a falta dela causa nota zero nessa competência.

Como finalmente será atribuída a nota?
As notas obtidas em cada uma das cinco competências (as quais vão de zero a 200) serão somadas, gerando a nota final.

Dica:
Além da leitura e estudos ao longo do ano, é necessário praticar a redação dissertativo-argumentativa. Para isso, recomendo o site Correção da Redação ENEM 2016, clicando aqui você vai direto para a página deles. Sua redação será corrigida gratuitamente.

Matérias complementares:
Veja abaixo links de outras matérias para enriquecer seus conhecimentos (basta clicar no título e você será direcionado diretamente para a matéria):

0 comentários: