ENEM: O que não Escrever na Introdução da sua Redação

22:19:00 Professora Manuka 0 Comentários

          Você está elaborando a redação do ENEM ou outro vestibular, mas não sabe como escrever a introdução. Alguém se identificou? Acompanhe a seguir dicas do que evitar na hora de iniciar o seu texto.


1) Expressões de Uso Comum

Alguns acreditam que será a melhor escolha escrever expressões de uso comum, pois são amplamente conhecidas e se encaixam em qualquer contexto.
O problema está na falta de identificação com o tema proposto, pois o ENEM, assim como qualquer outro vestibular, deseja que você teça um raciocínio, sem encher linguiça.
O que isso quer dizer? Algumas palavras não agregam valor algum ao texto e servem apenas para preencher as linhas da folha de redação. Acha que o corretor não irá perceber e penalizar a sua produção por isso?
Quais são essas palavras, afinal? 

·         Desde os primórdios da humanidade
·         Desde o início dos tempos
·         Desde a antiguidade
·         Desde que a sociedade moderna começou
·         Desde que o mundo é mundo
·         Em pleno século XXI

   Quantos desde, não é mesmo? A intenção com essas expressões é utilizar a ideia de tempo transcorrido que essa preposição transmite para dar mais propriedade ao texto. Entretanto, o que essas expressões agregam ao texto? A resposta é: nada.
   Não é proibido utilizar a preposição desde na introdução, mas é preciso colocá-la em um contexto relevante. As expressões apresentadas demonstram superficialidade, constatando que o estudante não sabe produzir um texto. Isso não é um bom sinal para quem quer passar no ENEM.

2) Repetir Partes dos Textos Propostos

Tanto no ENEM quanto em outros vestibulares, você irá encontrar textos que servirão de orientação para a sua redação. Eles irão ilustrar o tema e servirão de inspiração. E só.
Na redação espera-se ver a capacidade que o aluno tem de argumentar. Ao copiar aquilo que já foi dado, você estará automaticamente se desqualificando, pois o corretor irá entender o texto é uma cópia, não uma produção textual.
A introdução, assim como o restante do texto, tem que estar baseada na vivência do aluno e no que ele aprendeu no decorrer da sua vida escolar. Quando há cópia, o estudante demonstra que a criatividade e originalidade não são seus pontos fortes.

3) Pessoalidade

            Não use verbos na primeira pessoa. Essa forma de escrita configura pessoalidade e vai sabotar o seu texto, pois uma dissertação argumentativa é uma produção que visa convencer o leitor e não gerar uma ligação emocional com ele.
           Como assim? Já reparou que, quando está lendo revistas ou textos motivacionais, o autor fala da sua vida pessoal e se dirige diretamente ao leitor? É isso que você deve evitar.
           Imagine uma redação cujo tema é a dengue. Automaticamente o aluno se lembra de que em seu bairro existem focos da doença, havendo algumas pessoas negligentes com vasos de plantas, tampinhas de garrafa, entre outros.
            Como escrever sobre tais fatos na introdução? Acompanhe a seguir:
 “Lá no meu bairro tem gente que deixa água parada em vasos de plantas e isso deixa um criadouro para o mosquito, já até fiquei doente, mesmo cuidando direitinho dos focos aqui em casa.”
 “O mosquito da dengue necessita de água parada para se reproduzir. Ainda que a maioria da população evite a formação de criadouros, existem indivíduos que não observam suas casas à procura de focos do mosquito. Essa situação gera a proliferação da doença e, inclusive, a contaminação daqueles que a combatem.”
Qual dos dois textos mostrou melhor os fatos? O segundo, uma vez que possui uma linguagem mais informal, não sendo algo difícil de entender nem possuindo palavras desconhecidas do leitor.
É esse tipo de exposição dos fatos que a banca espera de você no ENEM. Pode usar suas experiências, mas escolha as palavras certas.

4) Falta de Embasamento

      É importante ressaltar que a introdução é a apresentação do seu texto, daí a necessidade de demonstrar segurança na argumentação.
O redator deve ter em mente que precisa escrever sobre um tema, expondo o seu conhecimento prévio e relacionando-o com o que foi solicitado pela banca.
       Algumas palavras e expressões podem tirar a credibilidade do seu texto, demonstrando que você não tem embasamento para escrevê-lo.
Evite usar expressões como:

·         Acho;
·         Acredito;
·         Sem dúvida;
·         Com certeza.

  Da mesma forma que foi explicado anteriormente, elas não acrescentam nada ao texto. Além disso, o corretor vai identificar um aluno que não sabe sobre o tema e não domina a dissertação. Esse erro pode fazer sua nota cair muito.
        Se você diz “com certeza”, está tentando convencer o leitor de forma superficial. Deixe que os seus argumentos provem o seu ponto de vista.

Dica:

           Escrever bem requer prática. Para melhorar seu desempenho na redação do ENEM, é preciso, além de escrever, ter acesso ao resultado da sua produção textual.
            Como nem todos têm acesso a cursinhos ou laboratórios de redação, recomendo para vocês o site Correção da Redação ENEM 2016 que efetua a correção da sua redação gratuitamente.
            Bons resultados vêm como consequência do esforço diário que fazemos. Bons estudos e mantenha o foco em seus objetivos.
Você está elaborando a redação do ENEM ou outro vestibular, mas não sabe como escrever a introdução. Alguém se identificou? Acompanhe a seguir dicas do que evitar na hora de iniciar o seu texto.

1) Expressões de Uso Comum
Alguns acreditam que será a melhor escolha escrever expressões de uso comum, pois são amplamente conhecidas e se encaixam em qualquer contexto.
O problema está na falta de identificação com o tema proposto, pois o ENEM, assim como qualquer outro vestibular, deseja que você teça um raciocínio, sem encher linguiça.
O que isso quer dizer? Algumas palavras não agregam valor algum ao texto e servem apenas para preencher as linhas da folha de redação. Acha que o corretor não irá perceber e penalizar a sua produção por isso?
Quais são essas palavras, afinal?
·         Antes de mais nada
·         Antes de qualquer coisaComo todos sabem
·         Desde os primórdios da humanidade
·         Desde o início dos tempos
·         Desde a antiguidade
·         Desde que a sociedade moderna começou
·         Desde que o mundo é mundo
·         Em pleno século XXI
Quantos desde, não é mesmo? A intenção com essas expressões é utilizar a ideia de tempo transcorrido que essa preposição transmite para dar mais propriedade ao texto. Entretanto, o que essas expressões agregam ao texto? A resposta é: nada.
Não é proibido utilizar a preposição desde na introdução, mas é preciso colocá-la em um contexto relevante. As expressões apresentadas demonstram superficialidade, constatando que o estudante não sabe produzir um texto. Isso não é um bom sinal para quem quer passar no ENEM.

2) Repetir Partes dos Textos Propostos
Tanto no ENEM quanto em outros vestibulares, você irá encontrar textos que servirão de orientação para a sua redação. Eles irão ilustrar o tema e servirão de inspiração. E só.
Na redação espera-se ver a capacidade que o aluno tem de argumentar. Ao copiar aquilo que já foi dado, você estará automaticamente se desqualificando, pois o corretor irá entender o texto é uma cópia, não uma produção textual.
A introdução, assim como o restante do texto, tem que estar baseada na vivência do aluno e no que ele aprendeu no decorrer da sua vida escolar. Quando há cópia, o estudante demonstra que a criatividade e originalidade não são seus pontos fortes.

3) Pessoalidade
            Não use verbos na primeira pessoa. Essa forma de escrita configura pessoalidade e vai sabotar o seu texto, pois uma dissertação argumentativa é uma produção que visa convencer o leitor e não gerar uma ligação emocional com ele.
            Como assim? Já reparou que, quando está lendo revistas ou textos motivacionais, o autor fala da sua vida pessoal e se dirige diretamente ao leitor? É isso que você deve evitar.
            Imagine uma redação cujo tema é a dengue. Automaticamente o aluno se lembra de que em seu bairro existem focos da doença, havendo algumas pessoas negligentes com vasos de plantas, tampinhas de garrafa, entre outros.
            Como escrever sobre tais fatos na introdução? Acompanhe a seguir:
“Lá no meu bairro tem gente que deixa água parada em vasos de plantas e isso deixa um criadouro para o mosquito, já até fiquei doente, mesmo cuidando direitinho dos focos aqui em casa.”
“O mosquito da dengue necessita de água parada para se reproduzir. Ainda que a maioria da população evite a formação de criadouros, existem indivíduos que não observam suas casas à procura de focos do mosquito. Essa situação gera a proliferação da doença e, inclusive, a contaminação daqueles que a combatem.”
Qual dos dois textos mostrou melhor os fatos? O segundo, uma vez que possui uma linguagem mais informal, não sendo algo difícil de entender nem possuindo palavras desconhecidas do leitor.
É esse tipo de exposição dos fatos que a banca espera de você no ENEM. Pode usar suas experiências, mas escolha as palavras certas.

4) Falta de Embasamento
            É importante ressaltar que a introdução é a apresentação do seu texto, daí a necessidade de demonstrar segurança na argumentação.
O redator deve ter em mente que precisa escrever sobre um tema, expondo o seu conhecimento prévio e relacionando-o com o que foi solicitado pela banca.
            Algumas palavras e expressões podem tirar a credibilidade do seu texto, demonstrando que você não tem embasamento para escrevê-lo.
Evite usar expressões como:
·         Acho
·         Acredito
·         Sem dúvida
·         Com certeza
Da mesma forma que foi explicado anteriormente, elas não acrescentam nada ao texto. Além disso, o corretor vai identificar um aluno que não sabe sobre o tema e não domina a dissertação. Esse erro pode fazer sua nota cair muito.
            Se você diz “com certeza”, está tentando convencer o leitor de forma superficial. Deixe que os seus argumentos provem o seu ponto de vista.

Dica:
            Escrever bem requer prática. Para melhorar seu desempenho na redação do ENEM, é preciso, além de escrever, ter acesso ao resultado da sua produção textual.
            Como nem todos têm acesso a cursinhos ou laboratórios de redação, recomendo para vocês o site Correção da Redação ENEM 2016 que efetua a correção da sua redação gratuitamente.

            Bons resultados vêm como consequência do esforço diário que fazemos. Bons estudos e mantenha o foco em seus objetivos.

0 comentários: